sábado, 21 de novembro de 2009

Floresta Amazônica

Floresta Amazônica


A Floresta Amazônica distribui-se por cerca de 5 milhões de km2 quadrados atingindo no Brasil os estados do: Amazonas, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia, Pará, Tocantins Maranhão e Mato Grosso, que compreendem a Amazônia Legal.

A floresta absorve carbono diminuindo as conseqüências das mudanças climáticas globais.
É a maior floresta tropical do planeta

Biodiversidade


A floresta Amazônica possui a maior biodiversi- dade do mundo em vista de sua extensão e a variedade de ecossistemas associados. Há ainda muito a se descobrir em termos de espécies, tanto animal quanto vegetal.

Flora: cerca de 30 mil espécies de plantas sendo 2,5 mil espécies de árvores.



Fauna: A riqueza da fauna da Floresta Amazônia, com certeza, ainda não foi amplamente conhecida. Mas já identificados, são muitas espécies, destacando a onça, o bugio, a anta, o pirarucu, o peixe-boi, o boto-cor-de-rosa.


Tipos da floresta

A Floresta Amazônica apesar de aparentar a primeira vista certa uniformidade, na verdade é muito diversificada, podendo-se identificar vários tipos de vegetação associados à sistemas ecológicos distintos, como:



Floresta de Terra Firme: com árvores altas que chegam a 65 metros de altura, e suas copas formam um anteparo à luz, deixando o interior da floresta úmido e quente. Área não sujeita a inundações. Destacam-se as castanheiras, a seringueira-branca, guaraná, cedro, sumaúma pau-ferro etc.


Florestas de Várzea: ficam localizadas nas margens dos rios de água branca..
Dividem-se em três categorias: várzea baixa e intermediária, ambas com predomínio das palmeiras, com algumas espécies que apresentam raízes que auxiliam na fixação de oxigênio, como açaizeiro e buriti ,-e várzea alta, cujo solo é menos influenciado pelas águas das marés e tem maior biomassa, pois ocorrem espécies arbóreas, como a sumaúma, assacu, andiroba e copaíba.



Florestas de Igapó: localizam-se em terrenos baixos que ficam temporária ou permanente-mente alagados pelas águas dos rios. Espécies típicas são a vitória-régia, a piaçava e a itauba-rana.



Florestas de Igarapé: são florestas inundáveis à margens de rios que desaguam em outros maiores.


Cerrados: há algumas formações de cerrado que ficaram como enclaves, mas não são tão signifi-cativos se comparados com a floresta equatorial.


Ameaças


Desmatamento para agricultura e pastagem;
Exploração irregular de insustentável de
madeira;
Invasão descontrolada;
Garimpos de ouro ecassiterita,
Biopirataria.


Desmatamento

Hoje, a área total vítima do desmatamento da floresta corresponde a mais de 350 mil Km2, a um ritmo de 20 hectares por minuto, 30 mil por dia e 8 milhões por ano. Com esse processo, diversas espécies, muitas delas nem sequer identificadas pelo homem, desapareceram da Amazônia.

Um dos principais problemas é o desmatamento ilegal e predatório.
Madeireiras instalam-se na região para cortar e vender troncos de árvores nobres. Há também fazendeiros que provocam queimadas na floresta para ampliação de áreas de cultivo (principalmente de soja). Estes dois problemas preocupam cientistas e ambientalistas do mundo, pois em pouco tempo, podem provocar um desequilíbrio no ecossistema da região, colocando em risco a floresta.
O desmatamento pode ser autorizado pelos órgãos ambientais em áreas destinadas a instalação de cultivos ou pastos, sempre e quando fica fora da área de reserva legal da propriedade (correspondente a 80% da área total).

Madeira Ilegal

A madeira oriunda de desmatamento não autorizado é ilegal. A madeira de desmatamento não autorizado não contribui para manter a floresta em pé. O custo de produção da madeira de desmatamento é geralmente baixo.


O corte ilegal de árvores contribui diretamente para a destruição da biodiversidade e o empobrecimento de milhões de pessoas que dependem das florestas para alimentação e renda. Além disso, a atividade estimula conflitos sociais e, freqüentemente, está ligada ao crime organizado.

2 comentários:

Sérgio Queiroz disse...

Só gostaria de fazer uma correção...
A Floresta de Várzea fica localizada nas margens dos rios de água branca e não entre o igapó e a terra firme como você escreveu. Se você fizer uma trilha em linha reta a partir do rio você teria a seguinte sequência:
Rio, Várzea(podemos dividí-la entrer várzea alta e várzea baixa), igapó e finalmente a terra-firme.

Juh disse...

Correção feita...
Obrigada por avisar do erro.