domingo, 22 de novembro de 2009

Clima

Clima



Alterações climáticas

Chuvas Ácidas
Aquecimento Global
Efeito Estufa


Chuvas ácidas

O que são as Chuvas Ácidas?

O termo "chuva ácida" refere-se à acidez acentuada produzida na água da chuva pela poluição atmosféricas.





A chuva ácida é uma das principais conseqüências da poluição do ar. As queimas de carvão ou de petróleo liberam resíduos gasosos, como óxidos de nitrogênio e de enxofre. A reação dessas substâncias com a água forma o ácido nítrico e ácido sulfúrico, presentes nas precipitações de chuva ácida.
Os poluentes do ar são carregados pelos ventos e viajam milhares de quilômetros; assim, as chuvas ácidas podem cair em grande distância das fontes poluidoras, prejudicando outros países.

Quando a chuva ácida atinge a natureza!

Como se pode verificar, a chuva ácida traz imensos problemas para a vida na terra, principalmente se afetar as florestas e os lagos.
As árvores morrem e os seres vivos que vivem nos lagos são destruídos. Isso leva a um desequilíbrio da natureza, uma vez que tanto peixes, como aves e mamíferos acabam por morrer também.


Mas não são só as florestas e os lagos que são afetados por estas chuvas, as pedras também são destruídas.
As catedrais, os monumentos, as estátuas e edifícios antigos ao serem atingidos pelas chuvas ácidas podem transformar-se em pó e desaparecer.


Algumas medidas que se podem pôr em prática para diminuir a ocorrência de chuvas ácidas...

Utilizar o metro: por ser elétrico polui menos do que os carros;
Utilizar transportes coletivos: ao diminuir o número de carros, o número de poluentes diminui;
Utilizar fontes de energia menos poluentes: energia hidroelétrica, energia geotérmica, energia das marés, energia eólica energia nuclear.



Efeito estufa


Durante o dia , parte da energia solar é captada pela superfície da Terra, outra parte é irradiada para a atmosfera. Os gases naturais que existem na atmosfera funcionam como uma capa protetora que impede a dispersão total desse calor para o espaço, evitando que durante a noite se perca calor. E como tal, o planeta permanece quente.

Do total de raios solares que atingem o planeta quase 50% ficam retidos na atmosfera, o restante que alcança a superfície terrestre aquece e irradia calor, esse processo é chamado de efeito estufa

As causas do Efeito de estufa

O clima tem evoluído aos longo dos tempos, sendo a sua evolução natural, no entanto nos últimos tempos o Homem é o grande responsável uma vez que a população mundial tem vindo a aumentar e consequentemente, registou-se um aumento de 25 % de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Este aumento deve-se especialmente à combustão de combustíveis fósseis, há desflorestação, ao número crescente de indústrias e ao consumismo desmesurado.
O efeito estufa provoca um desequilíbrio no sistema natural da Terra pelo que é urgente se reduzirem as emissões dos gases prejudiciais e propor alternativas.






Aquecimento Global

O que é o aquecimento global?




Aquecimento Global é um fenômeno causado pela retenção de calor acima do nível considerado normal pela atmosfera, sem que ele se dissipe.
É o aumento da temperatura terrestre (não só numa zona específica, mas em todo o planeta).


Dióxido de carbono (CO)
Metano (CH)
Óxido de azoto



Os efeitos do aquecimento global no Brasil

Toda a sociedade mundial está alarmada para as conseqüências catastróficas que o aquecimento global pode provocar no mundo inteiro. A novidade agora é que entre os países mais prejudicados com o fenômeno está o Brasil. Mas o que, especificamente, pode acontecer a nós, brasileiros, por causa do aquecimento global a médio e longo prazo?

Consequencias do aquecimento global

O aumento do nível dos oceanos: com o aumento da temperatura no mundo, está em curso o derretimento dos glaciares;
Ao aumentar o nível das águas dos oceanos, podem ocorrer, futuramente, a submersão de muitas cidades;


Crescimento e surgimento de desertos;
O aumento da temperatura provoca a morte de várias espécies animais e vegetais, desequilibrando assim vários ecossistemas.


Tendo ainda em conta a desflorestação nos países tropicais, a tendência é para aumentar cada vez mais as regiões desérticas no planeta;


Aumento de furacões, tufões e ciclones: o aumento da temperatura faz com que ocorra maior evaporação das águas dos oceanos, originando estes tipos de catástrofes climáticas;

O que deve ser feito?

Por cada lâmpada incandescente que substituir por uma fluorescente poupa 68kg de dióxido de carbono por ano.

Ondas de calor: regiões de temperaturas amenas têm sofrido com as ondas de calor. No verão europeu, por exemplo, tem se verificado uma intensa onda de calor, provocando até mesmo mortes de idosos e crianças.


Andar a pé (ótimo para a saúde), de bicicleta, de transportes públicos e poupe 300gr de dióxido de carbono por cada km que não percorrer com o seu carro.



Pode poupar cerca de 1100kg de dióxido de carbono se reciclar metade do seu lixo doméstico.



Verifique os pneus e poupe 3% de combustível. Por cada 3l de gasolina poupada, poupa 9kg de dióxido de carbono.


Plante uma árvore. Ela irá absorver uma tonelada de dióxido de carbono no decorrer da sua vida.


Desligue a televisão, o leitor de DVD e o computador da tomada quando não está a utilizá-los e poupe centenas de quilos de dióxido de carbono.


O que é o protocolo de Quioto?


Consiste num acordo internacional que determina aos países industrializados limites nas emissões de gás que provocam o efeito de estufa na atmosfera.
Este tipo de gases são pelo menos parcialmente responsáveis pelo
aquecimento global, ou seja, pelo aumento global da temperatura que poderá ter conseqüências catastróficas para a vida na Terra.


Quais os objetivos do protocolo de Quioto?

Os países industrializados acordaram diminuir em 5% as suas emissões, abaixo dos valores de 1990, no período entre 2008 e 2012. Cada país que assinou o tratado, acordou os seus próprios limites a atingir. Espera-se que os países da União Europeia (UE) diminuam as suas emissões em 8% e o Japão em 5%, ao passo que alguns países, que neste momento registam fracas emissões, podem até aumenta-las.

Que países aderiram ao protocolo?

Mapa do Protocolo de Quioto em 2005.


Legenda :

Verde : Países que ratificaram o protocolo.
Amarelo : Países que ratificaram, mas ainda não cumpriram o protocolo.
Vermelho : Países que não ratificaram o protocolo.
Cinzento : Países que não assumiram nenhuma posição no protocolo.





Cursos Online 24 Horas
Cursos On-line com Certificado -Cursos 24 Horas

2 comentários:

Anônimo disse...

caracaa heein Juuuh.. mandando benzãoo no blog; ameei os trabalhos; são todos bem feitos (; Paaaarabens :D
Beijao; Erica ;*

Juh disse...

Obrigada Erica ^^*
rs
bjo